You are currently viewing Os melhores livros infantis para ler na Quarentena

Os melhores livros infantis para ler na Quarentena

No dia 2 de abril, celebra-se o Dia Internacional do Livro Infantil, e nós aqui do Top Azores damos-te uma lista com os melhores livros infantis para ler na Quarentena. E melhor, ainda, são made in Azores!

 

Desenvolver o hábito da leitura desde a infância é fundamental, pois é uma das formas de que dispomos para a interação com o ambiente em que estamos inseridos e para a nossa compreensão do mundo. A literatura desperta diferentes habilidades nas crianças, como a linguagem, a ampliação de vocabulário, a criatividade e a descoberta do mundo imaginário, do mundo real e do mundo interior. Com isso em mente, e estando nós a braços com a atual pandemia da COVID-19 que nos força a estar em Quarentena, elaborámos uma lista com os melhores livros infantis para ler na Quarentena. E escolhemo-los, não só porque são made in Azores, mas também pela sua mensagem positiva, e principalmente pela sua forte componente educativa.

 

A Cidade de Todos os Dias

Carlota, Gabriel e o Corona Vilão são os grandes protagonistas desta história. Numa cidade simpática e comum, os dias mudam por completo quando dois melhores amigos se vêm obrigados a ficar em casa. A defesa possível para fugir a esta temível personagem que chegou para criar medo e tristeza. O final é feliz, tal como esperamos que seja. Saiba mais sobre o projeto em www.gatodebigode.pt

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

Bravos contra Bravos

«Bravos contra Bravos recompõe aquela que, segundo Vitorino Nemésio, é “a grande página de história insular”: o tempo em que os Açores se transformaram na plataforma atlântica que permitiu ao Liberalismo ensaiar um novo modelo de sociedade e partir, depois, à conquista do território continental português.

A narrativa de Madalena San-Bento centra-se nos eventos mais importantes dessa aventura, tendo o cuidado de apresentar as motivações políticas, sociais e até familiares que empurraram Portugal para uma guerra civil que levou, por fim, ao triunfo do Liberalismo. Tudo isso numa abordagem acessível e numa linguagem apelativa (a que se associam as ilustrações de Luís Cardoso) capazes de captar a atenção do leitor, com o qual a autora estabelece uma relação de proximidade.»

Urbano Bettencourt

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

O Pica Batatas

Há pessoas que nos inspiram.

Há lugares que nos inspiram.

Esta é a história de uma turma.

Esta é a história de duas professoras.

Esta é a história do Pica Batatas.

Esta é a história de várias aventuras vividas por eles. Uma história que, como outra qualquer, segue o seu rumo ao sabor dos diferentes acontecimentos.

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

Coragem e Sininho

 

Com a coleção “AS MULHERES E A REPÚBLICA”, de Rosabela Afonso, constituída por seis volumes, em que cada um aborda, de forma simples, resumida e ilustrada, a biografia de uma mulher que tenha contribuído de forma empenhada para os valores republicanos, as crianças têm contacto com uma visão da História no feminino, tão delegada para segundo plano. Com estes seis volumes, as crianças irão entender a importância das mulheres na difusão dos ideais da I República.
O primeiro volume, Coragem e Sininho, é dedicado a Carolina Beatriz Ângelo, a primeira mulher a votar em Portugal, por ocasião das eleições da Assembleia Constituinte de 1911.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Sahar – A rapariga do véu

Sahar – A rapariga do véu é uma obra infantojuvenil que aborda de uma forma ficcionada várias temáticas da sociedade atual, nomeadamente, o casamento infantil na comunidade muçulmana, a discriminação baseada na etnia e na orientação religiosa. Aborda diversas formas de violência incluindo o bullying, o cyberbullying bem como os estereótipos e a ignorância que os sustenta. A história de Sahar é igual à de tantas meninas que são obrigadas pelos familiares a casar com tenra idade, sujeitas aos desígnios de homens mais velhos que depois as maltratam. Algumas conseguem escapar, outras são apanhadas e muitas vezes torturadas até á morte. Sahar [com a ajuda de Kalilia] conseguiu fugir, no entanto, continua presa: aos preconceitos, à discriminação baseada na etnia e na orientação religiosa, a diversas formas de violência.

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

Nas Asas da Determinação

No seguimento da coleção“AS MULHERES E A REPÚBLICA”, de Rosabela Afonso, o segundo volume, Nas Asas da Determinação, é dedicado a Adelaide Cabete que, entre outros feitos e exemplos de defesa dos direitos humanos, foi uma das primeiras mulheres a licenciar-se em Medicina e a representar o estado português.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

A Lenda do Homenzinho das Quatro Estações – Uma Pegada de Resiliência

 

A obra A Lenda do Homenzinho das Quatro Estações – Uma pegada de resiliência, da autoria de Teresa Vicente e desenhos de Urbano, com textos em quatro idiomas: português, inglês, francês e espanhol, é uma obra que apela às mentes e aos corações dos leitores.
Abordando o significado de resiliência que emergiu da investigação de doutoramento da autora, esta obra pretende depositar uma semente de esperança às gerações presentes e vindouras através do homenzinho das quatro estações, que retrata nada mais do que essa mesma mensagem de amor e superação de nós próprios e de todos os obstáculos que encontramos nos nossos caminhos, surgindo daí novos e belos ciclos de vida.

Este livro tem também por objetivo a criação de um fundo “Uma pegada de resiliência”, para apoiar projetos de Redução de Riscos de Catástrofe, em todos os países onde o livro será vendido.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Maria Sem Medo

 

O terceiro volume da coleção “As Mulheres e a República”, Maria Sem Medo, é dedicado a Maria Veleda, pioneira na luta pela educação das crianças e dos direitos das mulheres e na propaganda dos ideais republicanos, sendo uma das mais importantes dirigentes do primeiro movimento feminista português.

Poderás adquiri-o aqui!

 

As Aventuras de João Rezingão

Este livro infantil, de Ana Paula Medeiros Leite, conta a história de um menino chamado João Rezingão, que, como o nome indica, está sempre zangado e é um pouco incompreendido. O menino irá meter-se numa aventura em que aos poucos se vai apercebendo de que o que realmente importa para ser feliz. Com esta história escrita em versos, as crianças são levadas a viajar entre o mundo real e o da fantasia, brincando com as palavras que rimam e que nos mostram que, entre estes dois mundos, a única realidade é o amor e que este cura tudo. Tudo isto no cenário paradisíaco das ilhas dos Açores, onde João vive e a magia acontece…

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Era Uma Vez…

O quarto volume da coleção “As Mulheres e a República“, Era uma vez…, é dedicado a Ana de Castro Osório, escritora, especialmente de livros infantis, jornalista, pedagoga, feminista e ativista republicana. Escreveu o primeiro manifesto feminista português, em 1905.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Um Bando nas Cócegas do Vento


Um Bando nas Cócegas do Vento
, de Susana Almeida Rodrigues, conta a história de Allegro, um Priolo que nasceu surdo, e o modo como os pais, a comunidade e os seus pares reagem à sua condição de «diferente», abordando o desenvolvimento de uma forma de comunicação gestual, o preconceito e a importância da amizade e do sentimento de pertença para o crescimento pessoal e o bem-estar, quando Allegro conhece duas aves surdas, Chico, o canário-da-terra, e o Melro-negro.

Leia aqui a entrevista à autora e sabe mais acerca do livro.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Das Palavras fez Espada ou A Fantástica História de Angelina

O 5.º volume da coleção “As Mulheres e a República“, Das Palavras Fez Espada, é acerca de Angelina Vidal, jornalista, escritora, tradutora, professora e olissopógrafa, reconhecida por ser acérrima lutadora pelos direitos das mulheres e dos mais pobres.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

Poesia no Jardim

Como todos sabemos, a leitura para crianças reveste-se de uma importância fundamental a nível cognitivo, linguístico e afetivo. Deste modo, escutar histórias ou poemas permite à criança aumentar o seu vocabulário, desenvolver outras estruturas sintáticas, bem como outras regras do discurso que, com pouca frequência, aparecem na linguagem oral.A poesia, além disso, dá emoção à narrativa e expressa sentimentos e comportamentos de crianças e adultos.
Aconselhamos então o livro Poesia no Jardim, escrito por Sandra Fernandes, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia, que nos descreve um dia no jardim de infância do Centro Social e Paroquial de São Pedro, em Ponta Delgada, com as suas rotinas diárias, as regras, as educadoras e outros elementos da equipa educativa, as relações e as interações que estabelecem com as crianças.

Podes adquiri-lo aqui!

 

A Magia do Querer

O sexto volume da coleção “As Mulheres e a República“, A Magia do Querer, é dedicado a Emília Sousa Costa, escritora e contista, principalmente de literatura infantil, da qual foi considerada pioneira em língua portuguesa, e ativista dos direitos das mulheres.

Poderás adquiri-lo aqui!

 

A Lenda da Maria Encantada

Este livro regista a lenda da Donzela Maria Encantada, que existe no imaginário coletivo da ilha Graciosa, que o autor, José Jorge de Melo, crê ter origem no abalo de terra de 1837 que destruiu a Vila da Praia.

Existem as versões em português, inglês, francês e alemão deste livro, que poderás adquirir aqui!

 

A Arte de Reciclar

A história começa quando um menino estudioso de nome Malaquias se depara com um placard publicitário da Nova Gráfica. Como amante de livros e com o sonho de ser escritor, Malaquias propõe à professora visitarem a referida gráfica. Na visita de estudo, os alunos ficam a par do processo da produção e impressão gráficas e os seus procedimentos para diminuir a sua pegada ecológica, o que inspira o rapaz a criar um projeto escolar que abordasse a reciclagem como arte.

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

Engle, a Menina da Atlântida

Engle, a Menina da Atlântida trata-se de um conto infantil inspirado numa menina do mar, pertencente à antiga e evoluída sociedade atlante.

Chovia na cidade de Ponta Delgada. E foi quando Isa viu, sob os arcos de pedra das Portas da Cidade, uma menina transparente, vestida de chuva e olhos tão fundos que nenhuma menina da terra tinha e cabelos brancos, que flutuava no ar como se se abrisse à água do mar.

Ao meter conversa com a menina, esta conta-lhe que vem do fundo do mar, de um continente submerso chamado MU, e do país da Atlântida, que desceu ao fundo do mar há milhares de anos, quando os deuses quiseram purificar a Terra pelas águas e punir a Humanidade, cega de ambição, vaidade e mentira. E que, desde então, toda a sociedade, apesar de evoluída, ficou prisioneira do seu próprio erro.

Poderás adquiri-lo, aqui!

 

Estes são alguns livros infantis para ler na Quarentena, esperemos que tenhas gostado das nossas sugestões. Se já leste algum destes livros, escreve aqui na nossa caixa de comentários o teu feedback.

Partilhe

Deixe uma resposta