Publicidade

BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover

A carregar Eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já decorreu.

Miragem – arte cinemática na paisagem 2022

Setembro 9 @ 21:30 - Setembro 10 @ 23:30

Miragem - arte cinemática na paisagem 2022

Miragem – arte cinemática na paisagem, cuja 3ª edição acontece entre 3 a 10 de Setembro de 2022, na ilha do Pico, Açores, compreende projecções de filmes numa tela instalada em distintas paisagens da ilha, ao ar livre, bem como um conjunto de oficinas criativas que não só informam o ciclo de filmes a projectar, como estabelecem um vínculo entre o programa e o contexto natural e cultural local.

O programa proposto pela Miragem para a edição de 2022 procura centrar-se nas questões levantadas pelo som quando em relação à imagem em movimento, bem como da musicologia neste mesmo contexto. Numa aproximação da imagem em movimento à prática artística mais vivida na ilha do Pico – a música -, cada sessão procura dar enquadramento a distintas especificidades do trabalho de som em relação às imagens. Do som como mecanismo da construção narrativa a cantos de trabalho; do imaginário do som da matéria vibrante da terra vulcânica, ao filme silencioso que agora encontra os sons do entorno desta tela instalada na paisagem. Trata-se de um programa que propõe uma aproximação à natureza de forma sensível, relacionando as suas diversas formas de expressão com a complexidade das emoções humanas e dos processos culturais e políticos, com um enfoque no papel do som e da música nesses mesmos processos.

 

Programa:

 

9 de Setembro às 21:30hA Historical Sketch Of Indian Women | Baía de Canas.

Realização: Mani Kaul
Índia | 1975 | 20’

Neste documentário que se debruça sobre o papel da mulher na Índia de 1975, sentimos os ecos dessa época até aos nossos dias. De questões de direitos reprodutivos ao papel da mulher no trabalho, assistimos por breves momentos a um grupo de mulheres a cantar enquanto ceifam arroz.

 

Cantos De Trabalho – Cana-De-Açúcar

Realização: Leon Hirszman
Brasil | 1974-76 | 8’

Ao mesmo tempo em que transformam a natureza, certas actividades humanas, pelo seu carácter sazonal, criam manifestações culturais e artísticas muito particulares pela dimensão e ritmo que contêm. Leon Hirszman regista na região de Feira de Santana, Bahia, as cantorias dos trabalhadores da cultura da cana-de-açúcar.

 

Pedreira De São Diogo

Realização: Leon Hirszman
Brasil | 1962 | 19’

O primeiro filme de Leon Hirszman é um dos episódios da longa-metragem Cinco Vezes Favela, realizado pelo Centro Popular de Cultura da União dos Estudantes, no início da década de 1960. O episódio acompanha o drama e a insurgência dos trabalhadores de uma pedreira carioca, perante a ordem de intensificar as explosões, o que poria em risco a população que habitava os barracos situados no alto do morro da favela.

 

10 de Setembro às 21:30hMoldar o Eco | Maré das Lajes do Pico.

Apresentação da Oficina Criativa com João Polido
performance colectiva

Moldar o Eco é uma oficina dirigida pelo músico e compositor João Polido a acontecer no âmbito da edição de 2022 da Miragem – arte cinemática na paisagem e em parceria com o Centro de Formação Artística do Município da Madalena, com a Escola Municipal de Música das Lajes e com várias Sociedades Filarmónicas da ilha. Com Moldar o Eco, João Polido propõe olhar para o Cancioneiro Açoriano e daí partir para uma indagação sobre práticas de composição musical alternativas, de modo a reflectir acerca de materiais e repertórios sonoros locais e tradicionais. Pretende-se abordar este repertório de modo a que se transforme em novas peças musicais, numa tentativa de ir além de uma mera representação e repetição da tradição. Seguindo este esquema experimental de composição musical, olhamos para questões de percepção, naturalização de processos artificiais (políticos) no desenvolvimento de tradições populares e, consecutivamente, propomos estratégias colectivas de auto-determinação dessas mesmas tradições. 

 

Nelson Cavaquinho

Realização: Leon Hirszman
Brasil | 1969 | 14’

Um retrato do quotidiano do sambista Nelson Cavaquinho. A sua casa, a sua família e a sua música melancólica no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.

 

Polifonias – Paci È Saluta, Michel Giacometti

Realização: Pierre-Marie Goulet
Portugal/França | 1998 | 80′

Uma viagem pela experiência e pelas raízes de uma das mais fortes manifestações da cultura popular portuguesa – o canto polifónico alentejano. Evocando Michel Giacometti (etnomusicólogo da Córsega cujo trabalho pioneiro em Portugal foi decisivo para o conhecimento e a própria relação dos portugueses com a sua música tradicional), o filme interroga as origens do “cante” no contexto da cultura mediterrânea, confrontando-o nomeadamente com a tradição polifónica da Córsega. No oposto de um documentário descritivo, trata-se, acima de tudo, de um filme de cumplicidades e de encontros, e sobre a admirável experiência do canto como encontro, como esta raramente foi filmada.

 

 

Mais eventos na ilha do Pico, aqui!

Partilhe

Detalhes

Início:
Setembro 9 @ 21:30
Fim:
Setembro 10 @ 23:30
Categorias de Evento:
, , ,
Etiquetas de Evento:
, , , , , , ,

Local

Ilha do Pico
Publicidade
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover