Publicidade

BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
Banner INSULA

A carregar Eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já decorreu.

Cine Atlântico – Mostra de Cinema Português Contemporâneo: Histórias Para o Novo Normal

Outubro 21 @ 21:30 - Outubro 23 @ 23:30

1.5€ – 6€
Cine Atlântico - Mostra de Cinema Português Contemporâneo: Histórias Para o Novo Normal

O Cineclube da Ilha Terceira organiza o Cine Atlântico – Mostra de Cinema Português Contemporâneo, sob o tema Histórias Para o Novo Normal de 21 a 23 de Outubro na Recreio dos Artistas.

 

Programa:

 

21 de Outubro às 21:30hCampo de Sangue, de João Mário Grilo.

Com presença do realizador: ‘João Mário Grilo: um cineasta mais virado para a realidade ou para a ficção?’ Uma conversa a quatro com José Vieira Mendes, Hugo Tiago, e um dos jornalistas convidados.

Sinopse:

Um homem aguarda julgamento após um homicídio. Do lado de fora encontram-se quatro mulheres que, de um modo ou outro, se relacionam com ele. Cada uma delas dará o seu depoimento e, consequentemente, a sua versão da história que com ele partilham.

Realizado por João Mário Grilo (“Os Olhos da Ásia”, “O Processo do Rei”, “Duas Mulheres”, “A Vossa Terra”, “Vieirarpad”) segundo um argumento seu, de Luís Mário Lopes e de Inês Beleza Barreiros, “Campo de Sangue” inspira-se no romance de Dulce Maria Cardoso. No elenco estão Carloto Cotta, Luísa Cruz, Sara Carinhas, Teresa Madruga, Fernanda Neves, Suzana Borges, Júlia Palha, Mafalda Marafusta, Alba Baptista, Lana Dumitru, Henrique Gomes, Heitor Lourenço, Miguel Monteiro, Joana Botelho, Adriano Luz, assim como as vozes de Luís Lucas e Rui Morisson.

 

22 de Outubro

18:00hUm Corpo Que Dança: Ballet Gulbenkian (1965-2005), de Marco Martins.

Sinopse:

Encomendado pela Fundação Calouste Gulbenkian, com produção da Vende-se Filmes e o apoio da RTP, “Um Corpo que Dança” tem autoria de Marco Martins – realizador de “Alice” (2005), “Como Desenhar Um Círculo Perfeito” (2009) e “São Jorge” (2016) – e traça o percurso da Ballet Gulbenkian, considerada uma das maiores companhias de dança portuguesa do século XX. Apoiando-se em imagens de arquivo e entrevistas a criadores, a historiadores, a bailarinos e a ex-directores, o realizador mostra-nos a história desta companhia, desde o seu início, em 1965, até à sua extinção em 2005. Ao mesmo tempo, é mostrado todo o contexto político, económico e social de Portugal ao longo desses 40 anos.

21:30hRestos do Vento, de Tiago Guedes.

Sinopse:

Numa remota aldeia rural portuguesa, um violento ritual semipagão que correu mal deixou marcas num grupo de adolescentes. Agora, 25 anos depois, eles voltam a juntar-se após uma tragédia na família de um deles. Estreado em Cannes na selecção oficial do festival de 2022, um filme de Tiago Guedes (“A Herdade”), co-escrito por Tiago Rodrigues, o dramaturgo, encenador, argumentista e director do Festival d’Avignon. Com Albano Jerónimo, Nuno Lopes, Isabel Abreu, Gonçalo Waddington, João Pedro Vaz e Leonor Vasconcelos.

 

23 de Outubro

16:00hRevolta, de Tiago R. Santos.

Com presença do realizador.

Sinopse:

Devido à crise económica causada pela pandemia, Portugal está à beira da ruptura. Várias manifestações estão a acontecer pelo país fora enquanto Paulo e Cristina, um casal com um recém-nascido, se preparam para receber dois amigos para jantar. Um deles é o João, que está a atravessar um mau momento devido à recente separação; a outra é a desinibida e aventureira Raquel, uma amiga de infância que Cristina não vê há já muito tempo. Mas a noite, que se previa tranquila, torna-se palco de uma série de desentendimentos que vão colocar em risco a relação entre os quatro.

Com assinatura do realizador e argumentista Tiago Santos (também responsável pelas séries “Chamadas para a Quarentena” e “O Mundo Não Acaba Assim”), este filme conta com a participação de Teresa Tavares, Margarida Vila-Nova, Ricardo Pereira e Cristóvão Campos, que dão vida às quatro personagens da história.

18:00hUm Filme em Forma de Assim, de João Botelho.

“Um Filme em Forma de Assim” – que vai buscar o nome à obra “Uma Coisa em Forma de Assim”, onde está reunida toda a prosa de Alexandre O’Neill (1924-1986) – conta com realização de João Botelho (“Um Adeus Português” “A Corte do Norte”, “Filme do Desassossego”, “Os Maias” ou “Peregrinação”, “O Ano da Morte de Ricardo Reis”) segundo um argumento seu e de Maria Antónia Oliveira. É, segundo as palavras do realizador, “organizado como um sonho, estruturado como um musical e com textos, tanto ditos como cantados, que nos conduzem a situações inesperadas, caóticas e emocionantes, na tentativa de agarrar parte do que o inalcançável Alexandre O’Neill nos deixou.” O elenco conta com um longo elenco de actores, onde se destacam Pedro Lacerda, Inês Castel-Branco, Cláudio da Silva, Crista Alfaiate, Ana Quintans, Cármen Santos, Rita Blanco, Joana Botelho e Luís Lima Barreto.

21:30hSalgueiro Maia: O Implicado, de Sérgio Graciano.

Sinopse:

Um dos maiores símbolos do 25 de Abril, Fernando Salgueiro Maia nasceu a 1 de Julho de 1944, em Castelo de Vide (Portalegre). Fez campanhas militares em Moçambique e na Guiné-Bissau, tendo ascendido ao posto de capitão em 1971. Como delegado da Arma de Cavalaria, fez parte da Comissão Coordenadora do Movimento das Forças Armadas (MFA). Um dos seus feitos mais famosos foi quando, no dia 25 de Abril de 1974, comandou a coluna militar que partiu da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém, ocupou a Praça do Comércio e cercou o Quartel do Carmo, em Lisboa, levando à rendição de Marcello Caetano, então presidente do Conselho, e à queda definitiva da ditadura do Estado Novo. Maia faleceu a 3 de Abril de 1992, devido a um cancro. Tinha 47 anos.

Com realização de Sérgio Graciano (“Assim Assim”, “Uma Vida à Espera”, “Linhas de Sangue”, “A Impossibilidade de Estar Só”), este filme tem um argumento de João Lacerda de Matos, que ficciona a acção a partir de “Salgueiro Maia – Um Homem da Liberdade”, uma biografia assinada por António de Sousa Duarte. Co-produzido com a RTP e a colombiana 11:11 Films & TV, tem apoios do Instituto do Cinema e do Audiovisual, do Turismo de Portugal e da Câmara Municipal de Lisboa. Com Tomás Alves como protagonista, conta também com as actuações de Catarina Wallenstein, Filipa Areosa, José Condessa, Nádia Santos e Miguel Costa, entre outros. Após a estreia em salas de cinema, o filme será exibido em versão mini-série.

 

Bilhetes à venda na Recreio dos Artistas antes do início de cada sessão.

Custo:

Sócios – 1,5€

Não-sócios – 3€.

Mais eventos na ilha Terceira, aqui!

Partilhe

Local

Terceira – Sociedade Filarmónica de Instrução e Recreio dos Artistas
Rua Recreio dos Artistas
Angra do Heroísmo, 9700-160
+ Mapa do Google
Publicidade
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover
BASE_horz_cover