Top Azores: As 7 coisas que não podes perder no Jardim Fest 2019

Top Azores: As 7 coisas que não podes perder no Jardim Fest 2019

Top Azores: As 7 coisas que não podes perder no Jardim Fest 2019

 

O Jardim Fest 2019 é, antes de mais, um festival de família, agradando todo o agregado, desde as crianças aos mais velhos, oferecendo uma programação bastante diversa, desde concertos, de diferentes estilos musicais, DJ sets, animação infantil, cinema ao ar livre, artesanato, workshops, gastronomia, artes plásticas, além da importante componente de ecologia e responsabilidade social. Isto tudo aliado ao inusitado, mas confortável e bonito espaço – o Parque Urbano de Ponta Delgada. Ingredientes, portanto, pouco comuns num festival, principalmente nas nossas ilhas.

Iremos agora destacar 7 coisas que não podes perder na edição deste ano do Jardim Fest 2019!

 

1. DJ set de Nicola Conte

 

Músico de formação clássica, DJ, produtor, guitarrista. Conhecido pela introdução de um estilo inovador de acid jazz, que incorpora temas bossa nova, melodias de filmes italianos dos anos 60 e música tradicional indiana. Seguindo as impressões musicais dos seus últimos esforços, como o projeto “Spiritual Galaxy” e a atual colaboração com Gianluca Petrella, Nicola Conte inicia uma jornada pelos sons inspirados no Afro e orientados para os clubes.

 

2. DJ set de Philippe Cohen Solal

 

Por mais de duas décadas, este DJ francês tem deixado a sua marca enquanto arquiteto da música eletrónica e compositor autodidata, trabalhando em várias áreas da produção musical. É também membro fundador do grupo Gotan Project, que conta com mais de três milhões de cópias vendidas até ao momento e que realizou já mais de 450 concertos por todo o mundo.

 

3. Concerto dos Virgem Suta

 

Surgiram em Beja, valeram-se de duas guitarras, e de forma descomprometida foram criando um conjunto de temas, que juntam o lado doce da pop com a irreverência do rock. Depois de absorvermos as canções, percebemos que é sobre nós, sobre a vida de pessoas comuns, sobre essa coisa tão particular que é ser português, que eles cantam.

Num espetáculo que junta todos os seus grandes hits, Jorge Benvinda e Nuno Figueiredo prometem uma festa inesquecível.

 

4. Concerto dos HMB

 

HMB: banda de soul e RNB, com um toque de jazz, funk e hip hop, sempre em português e sempre com muito groove. Juntaram-se em 2007, para participar em concursos de bandas, e são agora reconhecidos como um dos grupos mais importantes da atualidade na música portuguesa. Três discos, vários singles de sucesso, um Globo de Ouro para Melhor Música com “O Amor É Assim” (2017).

 

5. Atuação do Avô Cantigas

 

No domingo, 8 de setembro, o Jardim Fest aposta numa novidade. Um dia dedicado exclusivamente às crianças, cujo ponto alto será a presença de uma personagem do imaginário de todos: o Avô Cantigas, que faz e fez as delícias de crianças de diferentes gerações. Não será pois de estranhar, que ao lado de uma criança, esteja um adulto a cantarolar o “Fantasminha Brincalhão”.

 

6. Atuações de artistas da Região

 

Não serão apenas os artistas de “fora” que irão animar a malta. O Festival aposta também no talento açoriano. Não poderás perder os concertos de We Sea, composta Clemente Almeida e Rui Rofino, que irão apresentar o seu álbum “Basbaque” – o primeiro de originais da banda. Quem também irá apresentar algumas composições originais, será o músico e compositor Nuno Cabral. Neste concerto, contará com a presença do seu amigo Vasco Cabral, num formato duo acústico, que servirá de aperitivo para o seu primeiro EP de originais, a ser lançado em breve.

Quanto aos DJ sets, estes caberão a Paco Piri Piri, conhecido pelos seus sons latino‑americanos; Um Gajo Chamado Keany; João Luís; e Lino Inocêncio, podendo esperar dele vários estilos musicais, desde o Deep House, ao Jazz, Nu Disco e Funk.

 

7. Atividades paralelas

 

Além deste magnífico cartaz, neste evento poderás contar com diversas “bancas” que oferecem produtos e serviços, desde serviço de barbearia e de massagem, a venda de artesanato e street food.

Além da componente comercial, haverá animação infantil, cinema ao ar livre, workshops, ateliê de artes plásticas e ações de sensibilização ecológica e social.

 

Vox Dixit

 

P: Filipe, sabemos que o Jardim Fest tem uma vasta e abrangente proposta. Quais as 3 coisas que colocarias no Top?

R: A boa música, o desfrutar do espaço verde e o estar em família.

 

Filipe Mota
Presidente da Associação Cultural CRACA e fundador Jardim Fest

 

Para mais artigos Top Azores, clica aqui!

Partilhe

This Post Has One Comment

Comments are closed.